Site Rules

No offensive content

-

No spreading of any copyrighted material

-

No spamming or advertising

-

Admin decisions are final

-

Please be nice

 

FAQ

Frequently asked questions

Quando oferecer o peito ao bebê?


Sempre que ele demonstrar necessidade, ou seja, por livre demanda. O bebê dá sinais de que quer mamar. Geralmente ele começaa a mexer os braços, colocar a mão na boca, buscar o peito quando está no colo e, claro, se nada resolver ele chora.
O choro é o último sinal de fome, quando o bebê já está desesperado. Mas calma!!!
Nem todo choro é fome, um bebê tem várias necessidades.




É normal ter feridas e rachaduras nos seios?


Não. Dor e lesão NÃO é normal. Um leve desconforto no inicio da mamada, principalmente nos primeiros minutos de sucção do bebê pode ser aceitável. Porém as fissuras e rachaduras estão entre as principais causas de desistência de amamentar. As lesões estão relacionadas à dificuldade do bebê abocanhar corretamente areola. Por isso, se a dor persistir, procure atendimento profissional.




Como perceber se a pega está correta?


1. Bebê abre bem a boca, envolve todo o mamilo e o queixo da criança encosta na mama. 2. A aréola fica mais visível acima do que abaixo da boca do bebê, e o lábio inferior dele fica voltado para fora. 3. A sucção é lenta, profunda e ritmada. 4. A bochecha do bebê mantém sua forma normal. 5. Não há dor para mãe e não ouvimos estalos ou ruídos, além da deglutição do bebê. Dica de ouro: O bebê suga, deglute e respira - de forma constante e ritmica.




Existe leite fraco?


Não. Nenhum leite materno é fraco. Mesmo uma mãe que sofra de desnutrição, terá um leite com qualidade e quantidade necessária para suprir seu bebê. A industria vende a falsa ideia de que a fórmula lactea - leite de vaca - é mais “forte” porque o bebê dorme por períodos mais longos e engorda mais. Isso é um mito! O leite materno é "espécie-específico", ou seja, a mãe irá sempre produzir o leite ideal para seu bebê.




Vou voltar a trabalhar, o que devo fazer?


Programe-se. O bebê não precisa ser desmamado quando você voltar a trabalhar. Nos momentos em que você estiver em casa amamente, e quando não estiver com o bebê, que o seu leite seja ofertado de forma adequada. O ideal é que você crie um pequeno estoque, se atentando às boas práticas de extração e armazenamento do leite materno ordenhado.




Quanto custa uma consulta?


A consultoria em amamentação tem crescido em muitos estados brasileiros. Mais e mais profissionais buscam autonomia através desta especialidade.
Aqui em São Paulo, uma consulta custa de R$ 300,00 a R$ 600,00 - e as especificações ficam a critério de cada consultora.
Mas pense neste valor como um investimento, pois sabemos o quão preciso é o leite materno. A saúde do bebê não tem preço!
Vale lembrar também, que, a amamentação que dá certo, leva a um economia de centenas e centenas de reais, que poderiam ser gastos com as fórmulas lacteas (leite artificial).